O flagrante aconteceu após a suspeita passar por exames no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Jovem fez raio X e tomografia para confirmar droga e perfume na vagina — Foto: Divulgação/Polícia Civil
Jovem fez raio X e tomografia para confirmar droga e perfume na vagina — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma mulher identificada como Myla Saionara, 23 anos, foi presa nesta terça-feira (6) ao tentar entrar na Penitenciária Professor José Ribamar Leite, antiga Casa de Custódia, com drogas e perfume nas partes íntimas. O flagrante aconteceu após a suspeita passar por exames no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Segundo o delegado Cadena Júnior, coordenador da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), existe uma investigação em relação a entrada de drogas no presídio. Ele contou ter recebido a informação de que Myla entraria pela terceira com entorpecente na penitenciária.

“Mesmo após revista íntima feita pelas agentes penitenciárias mulheres, ela conseguiu esconder a droga profundamente na vagina. Ela entrou no presídio, mas os agentes a levaram para o HUT, onde foi feito um raio X e constatou somente um vidro de perfume. Ao passar pela tomografia tivemos a certeza que existia a droga”, contou Cadena.

Casa de Custódia em Teresina — Foto: Fernando Brito/G1
Casa de Custódia em Teresina — Foto: Fernando Brito/G1

De acordo com o delegado, 50 gramas de maconha e o vidro de perfume estavam envolvidos em um saco plástico. Em depoimento, a jovem contou ter comprado a droga por R$ 250.

“Sem dúvida a droga seria vendida pelo dobro do preço dentro do presídio. A jovem não tem marido preso lá, foi aliciada para entrar com o entorpecente, mas mesmo assim foi autuada por tráfico. A investigação segue para saber quem receberia essa droga e o aliciador”, revelou o delegado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui