Dentre os presos em Teresina, há um suspeito de pelo menos seis mortes.

Delegacia Geral da Polícia Civil do Piauí — Foto: José Marcelo/G1 PI
Delegacia Geral da Polícia Civil do Piauí — Foto: José Marcelo/G1 PI

Onze suspeitos de vários crimes graves foram presos em Teresina, Parnaíba, Oeiras, Água Branca, Uruçuí e Baixa Grande do Ribeiro na manhã desta terça-feira (28) em cumprimento de mandados de prisão pela Operação Cronos II, que acontece em 21 estados e no Distrito Federal. A ação é um desdobramento da Operação Cronos I, realizada em agosto de 2018.

O delegado Matheus Zanatta, que coordena a operação, disse que não há um total específico de mandados a serem cumpridos e que a polícia está trabalhando com o total de prisões realizadas. Até as 10h desta segunda, 11 homens haviam sido presos.

“São suspeitos de homicídios, feminicídios, estupro de vulnerável, tráfico e roubo. Um deles suspeito de vários homicídios e de tráfico foi preso ainda em flagrante porque foi encontrado com uma arma de fogo”, informou.

De acordo com o coordenador da Divisão de Capturas, delegado Willame Morais, somente em Teresina foram cumpridos sete mandados. Um oitavo suspeito informou por meio de advogado, segundo o delegado, que se entregará durante a tarde.

“A Dicap prendeu até o momento sete homens suspeitos de homicídios e feminicídios. Um dos casos que chama a atenção é de um homem suspeito de pelo menos seis assassinatos”, detalhou o delegado.

Operação Cronos II

Com o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), a operação é coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC).

O monitoramento da operação é realizado direto do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em Brasília-DF.

Cerca de 60 policiais civis da capital e do interior do Piauí estão em campo para dar cumprimento aos mandados, expedidos pela Justiça, após trabalho de investigação sobre os casos. No estado, policiais também irão verificar o descumprimento de medidas protetivas. A operação prossegue até as 15h desta terça-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui