O homem não foi preso porque não estava em casa no momento da ação da Polícia Civil.

Vários cartões do Bolsa Família foram apreendidos na casa do suspeito, no Sul do Piauí.  — Foto: Divulgação/Polícia Civil
Vários cartões do Bolsa Família foram apreendidos na casa do suspeito, no Sul do Piauí. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Vários cartões bancários, documentos de identidade e até cartões do Bolsa Família foram apreendidos na residência de um suspeito de estelionato e apropriação indébita, na cidade de Marcos Parente, 359 km de Teresina. O homem não foi preso porque não estava em casa no momento da ação da Polícia Civil.

A investigação foi feita pela Delegacia Regional de Guadalupe, que, junto com a Delegacia de Marcos Parente, cumpriu mandados de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira (19).

“A investigação mostrou que o homem realizava empréstimos a terceiros e como garantia de pagamento fazia a retenção dos cartões magnéticos e documentos pessoais das vítimas, fazendo inclusive saques de benefícios sociais. Em um dos imóveis foi apreendida grande quantidade de cartões magnéticos, cheques e documentos pessoais”, informou a Polícia Civil por meio de nota.

Segundo o delegado Moisés Aragão Linhares, o autor responderá pelos crimes de estelionato e apropriação indébita, além dos crimes previstos nos artigos 102 e 104 do Estatuto do Idoso, por “apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa da de sua finalidade”. O crime prevê pena de reclusão de um quatro anos e multa.

Além de responder por “reter o cartão magnético de conta bancária relativa a benefícios, proventos ou pensão do idoso, bem como qualquer outro documento com objetivo de assegurar recebimento ou ressarcimento de dívida”. A pena prevista é de detenção de seis meses a dois anos de reclusão e multa.

As investigações continuam em andamento e a polícia informou que pode pedir a prisão do suspeito, assim como de outros possíveis envolvidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui